fbpx

Refinanciamento – Saiba como adiar o pagamento da fatura de cartão de créditos

Em meio a crise que estamos passando do Coronavírus, o governo vem anunciando algumas novidades em crédito para pessoas físicas, em prol a minimizar os efeitos econômicos negativos. 

Porém até agora nada foi feito a respeito das dívidas do cartão de crédito, e esta conta com mais de 78% das famílias endividadas de acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo (CNC) de março deste ano.

Será que você está entre estes mais de 78% de pessoas endividadas no vilão cartão de créditos? Se sim este artigo irá te ajudar muito, e se não, você poderá se proteger para uma futura necessidade caso venha ocorrer.

O vilão cartão de créditos

Dado as informações adquiridas pela CNC, podemos sentir que o maior vilão tem sido justamente o cartão de créditos devido o juros altos do rotativo. Inclusive após 2017 instaurar a regra de que o pagamento mínimo é apenas no primeiro mês e depois tem como obrigação fazer o parcelamento. Fora que o juros do rotativo passa dos 320% ao ano, que é um assalto pior do que o de La casa de Papel.

Logo se você estiver endividado ou começando a entrar nessa bola de neve, você tem de fazer DE TUDO para evitar o rotativo, porque senão a coisa pode realmente ficar feia para você.

Refinanciamento de dívida

Refinancie a dívida RÁPIDO, até o cheque especial é “menos pior”, já que o juro está limitado à 8% ao mês.

Mas quais seriam as opções para refinanciar a dívida com juros menores?

Bom, cheque especial, parcelamento da fatura, empréstimo pessoal e até mesmo consignado são opções de crédito que possuem juros mais baratos do que a porcaria do rotativo.

O ideal é que você se planeje antes que o negócio comece a ficar realmente feio. Comece a adiar o consumo de coisas não essenciais e manter apenas as que você não pode viver sem, com as contas em mãos da dívida, o interessante é já negociar com o banco alguma opção de crédito, porém sempre comparando as taxas.

Segundo as taxas do banco central, temos as seguintes médias de juro mensal:

  • Crédito Pessoal – 15,7%
  • Cheque especial – 6,8%
  • Consignado – 2,3%
  • Rotativo – 12,4%
  • Parcelamento – 8,9%
Crise Coronavírus retangular

Soluções bancárias para refinanciamento

Alguns bancos estão oferecendo algumas opções, como por exemplo:

Banco Santander e refinanciamento

O Santander oferece parcelamento em até 24 vezes, e o pagamento de suas faturas com data de vencimento a partir de 15 de abril, com 50% de desconto na taxa de juros e possibilidade de carência de até 60 dias até a primeira parcela. Fora isso você pode juntar suas dívidas tanto de cartão de crédito quanto de outros financiamentos, como crédito pessoal e cheque especial, com condições e prazos mais atrativos.

Caixa Econômica Federal e refinanciamento

A Caixa informa ter reduzido no fim de março alguma de suas taxas de juros. No crédito pessoal, as taxas saíram de 2,29% a.m. para 2.17% a.m.

No cheque especial, para clientes com salário na Caixa, de 4,59% a.m. para 2,90% a.m.

No cartão de crédito, a taxa do parcelamento de fatura do cartão, que está na média de 7,7% a.m., agora ficará em 2,9% a.m.

 As condições especiais do cheque especial e cartão de crédito estão valendo até o fim de junho, então se você é cliente da Caixa corre e já refinancia essa sua dívida ai.

Banco do Brasil e refinanciamento

O Banco do Brasil tem sua taxa média para o parcelamento da fatura de 7,08%a.m., e a taxa média do empréstimo consignado é de 1.89% a.m., do empréstimo pessoal está na média de 3,37% a.m. e por fim, a taxa média do rotativo é de 10,03% a.m.

Com a necessidade dos clientes em meio a toda esta crise o BB começou a oferecer novas medidas, que nada mais é que migrar o saldo do rotativo para seus empréstimos pessoais, em até 60 vezes, ou para o pagamento parcelado da fatura, linha do próprio cartão, em até 24 vezes.

E-book gatilhos mentais James Grenfell

Banco Itaú e refinanciamento

O Itaú, exclusivamente neste momento, irá oferecer aos clientes Itaucard, Credicard e Hipercard carência de 60 dias para o pagamento da primeira parcela das faturas que não são pagas à vista. Esta medida entrará em vigor para novas solicitações de parcelamento, feitas a partir de 17 de abril, e também há possibilidade de dividir o total da fatura em até 24 vezes.

Estas solicitações podem ser feitas no site do banco, na central de atendimento e nos núcleos de atendimento instalados em unidades físicas dos varejistas parceiros.

Nubank e refinanciamento

Quanto ao NUBANK, justamente em função da crise, permite que seus clientes parcelem a fatura em até 12 vezes, com juros de 1.9% a.m, direto no APP. As novas condições valem para o parcelamento voluntário, aquele em que o cliente não possui valores no rotativo de faturas anteriores, e para faturas fechadas a partir de 1º de abril.

Além deste corte no juros, o Nubank também ampliou prazo para pagamento do empréstimo pessoal. Clientes que possuem este crédito, com pagamento em dia, podem acionar os canais de atendimento e renegociar seu empréstimo. A taxa de juros nesse caso parte de 0,95% a.m. Bem diferente do rotativo do banco que pode chegar a 14% a.m.

Banco Bradesco e refinanciamento

Já o Bradesco não nos passou as informações até a data deste artigo, logo infelizmente não teremos informações sobre para passar, porém você pode entrar em contato com o banco solicitando todas as opções de crédito para refinanciamento, pois é de interesse deles que você esteja em dia, e vão facilitar assim como todos os demais bancos citados.

Espero que este artigo tenha te ajudado, e caso sim, compartilhe com mais pessoas que possam estar passando por uma dificuldade financeira com o cartão de créditos, esse é o momento de regularizar.

Meu nome é James GREEN e eu fico por aqui.
Até a próxima!

Assessoria de Investimentos para crise
James GREEN

Por James GREEN

Desde os 18 anos de idade trabalhou no meio de investidores na Bolsa de Valores, e conforme o tempo foi passando a convivência foi lhe trazendo um grande conhecimento e experiência. Hoje Green tem 31 anos, é investidor e educador financeiro, colunista do Caminho para Riqueza e possui seu próprio canal no YouTube onde passa toda sua experiência e conhecimento para o máximo de pessoas que conseguir. INSTAGRAM: @jamesgreenoriginal FACEBOOK: @jamesgreenoficial YOUTUBE: /jamesgreenoriginal

Comentários