fbpx

Ações em recuperação judicial, quando a oportunidade é boa?

O investidor deve investir em ações de empresas em recuperação judicial? Peter Lynch ganhou fabulosas somas investindo em algumas empresas deste tipo. Porém, é preciso escolher a dedo.

Empresas da Bolsa em recuperação judicial

Empresas como Oi, Eternit e Saraiva estão cotadas na Bolsa, possuem milhares de investidores e estão em recuperação judicial. Esta é uma situação que empresas a beira da falência ou muito endividadas optam, para tentar uma recuperação do negócio.

O momento da recuperação judicial é praticamente a última chance que vão ter para se salvar, não há margem para erro, desta vez é preciso acertar.

Sendo assim, quando é possível investir em uma empresa em recuperação judicial e ganhar dinheiro? Veja o que diz Peter Lynch.

“Muito dinheiro pode ser ganho quando uma empresa em dificuldade se recupera.
(Peter Lynch)

O que é recuperação judicial

A recuperação judicial é um processo feito através da Justiça onde a empresa, em dificuldades financeiras, pode renegociar suas dívidas e evitar que suas atividades sejam encerradas com a execução das dívidas.

A ideia é que a empresa em recuperação judicial conquiste um novo prazo para o pagamento das dívidas e com isso possa respirar um pouco mais tranquila, dando tempo suficiente para iniciar uma recuperação.

Porque pedir recuperação judicial

No geral as empresas pedem recuperação judicial por três razões:

  1. A empresa não consegue arcar com suas dívidas no prazo acordado;
  2. Crise financeira;
  3. Vê uma saída para a crise.

No terceiro item, o fato da empresa ver uma saída é o que distingue uma recuperação judicial de uma falência. Neste sentido o pedido de recuperação judicial vai ajudar a empresa a implementar um plano de recuperação, enquanto cuida da renegociação das dívidas com os credores.

Na prática a empresa obtém: suspensão das ações judiciais por um certo período, renegociação das dívidas e manutenção da operação do negócio.

Crise Coronavírus quadrado

Qual a vantagem para o investidor?

O investidor precisa avaliar muito bem se pensa em investir em uma empresa em recuperação judicial, como OIBR3 (Oi), ETER3 (Eternit), SLED3 (Saraiva) e outras. Será necessário conhecer a fundo a situação da empresa e fazer um plano de investimento a longo prazo, baseado no value investing.

Para o trader a situação muda completamente. O fato da empresa entrar em recuperação judicial pode colocá-la numa situação maior de volatilidade nas ações e com isso criar maiores oportunidades para Swing trade e day trade.

Éverton Gaucho

Por Éverton Gaucho

Escreve sobre investimentos e tecnologia. É autor no site Caminho para Riqueza. Twitter: @EvertonCpR

Comentários