Se seus maiores objetivos financeiros são garantir um bom futuro para você e sua família, planejar uma aposentadoria tranquila, proteger seu dinheiro da inflação e construir riqueza, saiba que você precisa saber o quanto antes onde investir mensalmente.

Mesmo para quem não tem grandes reservas, o hábito de investir todo mês nas aplicações certas pode levar a conquista de propósitos como os listados acima.


Descubra tipos de investimentos que podem aumentar o seu rendimento, agende uma conversa com um profissional de investimentos.


Para isso, é importante conhecer etapas como quais as melhores opções para cada caso, como fazer os investimentos, qual o percentual empregado, entre outras.

Neste post, explicamos todas as etapas que envolvem os investimentos mensais e como você pode começar hoje mesmo a se aproximar dos seus objetivos. Acompanhe!

Quanto devo reservar para investir?

Antes mesmo de saber onde é melhor investir o seu dinheiro, você deve saber o quanto da sua renda deve ser destinado para tal. Assim, você passa a ter uma meta para o seu orçamento mensal e começa a ficar mais educado com a prosperidade financeira.

Regra 50-35-15

Caso você ainda não possua um controle, uma boa ideia é começar a encaixar seus ganhos e despesas na regra dos 50-35-15. Ela funciona de forma muito simples e certamente ajudará você a alcançar seus objetivos financeiros.

O grupo dos 50% deve ser o valor dos seus ganhos destinado aos seus gastos essenciais. Eles englobam todas as despesas necessárias para que você mantenha itens do seu dia a dia, como moradia, manutenção da casa, saúde, educação, transporte e alimentação.

Os 35% devem ser destinados a gastos relacionados a seu estilo de vida, que também são importantes para que você se divirta e aproveite seus momentos de lazer. Algumas delas são: saídas a bares e restaurantes, academia, viagens, salão de beleza, tv a cabo, compras em shopping, assinaturas de revistas, entre outros.

Já os 15% restantes são os montantes reservados para as suas prioridades financeiras. Ou seja, esse é um valor básico inicial, que pode ser separado mensalmente, para aplicar em investimentos que levarão você a alcançar seus ideais financeiros.

Guia de Planejamento Financeiro Pessoal e investimentos

Onde investir mensalmente?

Agora que você sabe quanto deve reservar todo mês, veja onde pode aplicar esses valores:

Reserva de emergência

Essa pode ser considerada a primeira de todas as aplicações para garantir um futuro mais tranquilo. Ninguém está livre de imprevistos, e montar uma reserva é a melhor maneira de ter a certeza de que suas despesas estão seguras por um determinado período.

Imagine, por exemplo, se algo acontecesse e você ficasse impossibilitado de trabalhar por um período. De onde viria a sua renda? Como você pagaria suas despesas mensais? É importante considerar cenários como esse para realmente cuidar do bem-estar da sua família.

Uma boa reserva de emergência deve cobrir seus custos mensais por cerca de 6 meses. Portanto, se seus gastos são de R$ 2.000,00, sua reserva deve ser de, pelo menos, R$ 12.000,00.

É interessante que esse valor seja investido em opções de alta liquidez (ou seja, que ofereçam agilidade para resgatar o dinheiro) e que rendam mais do que a poupança. Algumas alternativas são o Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária (de preferência, os com rendimento de 100% ou mais do CDI).

Tesouro Direto

A média da rentabilidade do Tesouro Direto é de cerca de 50% a mais que a poupança. Por isso, essa é uma opção um pouco mais segura e simples de investir o seu dinheiro mês após mês.

De maneira online, você pode programar aportes mensais ou diários em diferentes títulos públicos oferecidos pelo governo, como Tesouro Selic, IPCA, Prefixado, etc. Ou ainda programar o reinvestimento automático dos juros recebidos em conta.

Lembre-se de que, nesses casos, cada contrato terá sua alíquota de imposto de renda correspondente, de acordo com o prazo transcorrido. Caso você precise de dinheiro, o programa do Tesouro Direto faz resgates automaticamente dos títulos mais antigos.

Aportes mensais

É possível realizar aportes mensais em títulos de renda fixa, como CDBs, LCIs, LCAs e letras de créditos. Porém é preciso notar que cada vez que você compra um título de renda fixa, um novo contrato é aberto, com prazo, rentabilidade e liquidez definidos no instante da aplicação.

Sendo assim, o mesmo CDB que você comprou hoje, por exemplo, pode ou não estar disponível da próxima vez que você for comprar.

No caso de títulos bancários como esses, é interessante investir mensalmente em opções que possuam alta liquidez e boa rentabilidade, além de determinar um valor mínimo de aplicação de acordo com a sua disponibilidade mensal. A alta liquidez é interessante, pois a oferta de um determinado título é limitada, e as oportunidades que surgem podem ser únicas.

Fundos de investimentos

Outra boa opção para os aportes mensais são os fundos de investimentos. Existem vários tipos de fundos, para todos os perfis de investidor. Uma das vantagens dessa classe de ativos é que os fundos são naturalmente diversificados. Logo, é uma solução para o investidor que não tem recursos suficientes para fazer uma carteira diversificada.

Bolsa de Valores

Investimentos em ações são mais arriscados e para o longo prazo. Logo, os recursos alocados na bolsa de valores não devem de forma alguma ser sua reserva de emergência. Porém, investidores mais agressivos que já contam com uma boa reserva de emergência, podem alocar mensalmente seus recursos na compra de ações.

Essa prática ajuda o investidor a diversificar sua carteira de ações. Além disso, o investidor que tenha alguma ação desvalorizada, pode adquirir mais unidades desse mesmo papel, para melhorar seu custo médio.

Quais os benefícios dessa prática?

A primeira e mais clara de todas as vantagens de investir mensalmente é que o seu dinheiro vira mais dinheiro. Assim, você literalmente deixa seu dinheiro trabalhando por você e rendendo de acordo com as suas metas e escolhas financeiras.

Protagonista da sua vida financeira

Além disso, ao investir mensalmente, você passa a assumir o controle das suas finanças e vira o protagonista da sua vida financeira, fugindo o máximo possível das opções com pouco rendimento e de outras preocupações com o seu dinheiro.

Educação financeira

Outro grande benefício é que a educação financeira deixa você cada vez mais próximo dos seus objetivos, sejam eles de curto prazo ou de longo prazo. Com o seu dinheiro trabalhando a seu favor, você cria um ciclo virtuoso de bons frutos para o seu futuro.

Diversificação da carteira de investimentos

Por último, com essa prática, você toma um dos passos mais fundamentais a todo investidor: diversifica sua carteira. Assim, você fica mais seguro para manter investimentos de menos risco, ao mesmo tempo que pode apostar em opções mais arriscadas e com maior rendimento (e mesmo assim, garantir seus objetivos).

Cuide do seu patrimônio financeiro

Como você viu, saber onde investir mensalmente é essencial para que você não só cuide do patrimônio que já detém, mas também para que todos os seus propósitos financeiros sejam alcançados. Com as dicas que você acabou de conferir, certamente pode começar a adotar essa prática ainda hoje.

Gostou de entender mais sobre o assunto e se sente pronto para começar a investir? Então entre em contato com os nossos profissionais e faça uma consultoria gratuita de investimentos agora mesmo!

Seja informado a cada novo post!

Assine e receba novos posts diretamente em seu email

Sobre o autor

Caminho para Riqueza

Caminho para Riqueza é um blog de educação focado em investimentos financeiros.