O que é um fundo multimercado?

Por Éverton Gaucho - 28/09/2020
.

O fundo multimercado é aquele fundo variado que todo investidor em busca de diversificação gostaria de investir. Conheça um pouco mais sobre as características do FIM e saiba a hora certa de investir neles.

Vários mercados para investir

Um fundo de investimento multimercado tem no nome a palavra “multimercado”, que significa como o próprio nome diz, vários mercados. Por “mercado” entende-se:

  • Mercado de ações;
  • Mercado cambial;
  • Mercado de renda fixa;
  • Mercado de derivativos.

Desta forma, um fundo multimercado tem a liberdade para investir em qualquer mercado, e esta é sua maior qualidade.

Os tipos de fundo multimercado

Há vários tipos de fundos multimercado. Destes fundos, alguns são focados em ações, outros em câmbio, e também fundos multimercado focados em estratégias com derivativos. Desta forma é importante conhecer o tipo de fundo multimercado que se está investindo.

Uma das maiores vantagens do fundo multimercado é a sua diversificação, porém ele é indicado para o investidor que possui conhecimento suficiente para entender a estratégia do fundo.

Henrique Bredda, gestor do fundo Alaska tem como filosofia de investimento uma diversificação de seus ativos de investimento.

Exemplos de fundos multimercado

O mais importante para o investidor é compreender o fundo multimercado que consta na carteira de investimento, além de conhecer muito bem o gestor do fundo. “FIM” é uma sigla encontrada em praticamente todos os fundos multimercado e significa “Fundo de Investimento Multimercado”.

Alaska 70 Icatu Previdenciario FIM

Este fundo multimercado tem um foco maior em ações, próximo de 70% e 30% em ativos de renda fixa.

Alaska Range FIM

Este fundo multimercado combina diferentes classes de ativos como ações, índices, juros e moedas. O objetivo do gestor é entregar retornos acima do CDI.

Diferença das estratégias

Estes dois exemplo mostram como dois fundos multimercado podem ter estratégias de investimento diferentes. Desta forma um investidor precisa ter o conhecimento certo pra encontrar o FIM adequado para a sua carteira de investimento.

Assine o grupo do Caminho para Riqueza no telegram.

caminho para riqueza no telegram

Atenção as taxas que o investidor vai pagar

No geral são três os tipos de descontos que um fundo multimercado sofre: taxa de administração, taxa de performance e come-cotas.

Taxa de administração

Como qualquer fundo de investimento, algo importante a se observar são as taxas. Geralmente um fundo multimercado possui a taxa de administração, o mínimo costuma ser 2%.

Porém, há fundos multimercado com até 4,5% de taxa ao ano, um absurdo sem dúvida. Lembrando que a taxa de administração incide sobre o patrimônio investido do cotista.

Taxa de performance

Esta taxa só é paga pelo investidor se o fundo tem um desempenho acima do índice de referência, geralmente o CDI. O que passar acima da rentabilidade do CDI, 20% serão pagos ao gestor.

Come-cotas, a forma inteligente de cobrar imposto

Os fundos multimercado também convivem com o come-cotas. Trata-se de imposto sobre o lucro dos rendimentos, que a cada semestre come as cotas do investidor do fundo, proporcional ao imposto devido, com alíquotas entre 15% e 22,5%.

Assessoria de Investimentos - Crise 2

Quando investir num FIM?

Investir naquele FIM apenas porque o último relatório de rentabilidade de fundos de investimento mostrou que ele está no topo?

Investir em um fundo apenas porque a última rentabilidade foi alta é uma ilusão. Rentabilidade passada não garante rentabilidade futura.

É importante, no mínimo, considerar um período de 3 anos de rentabilidades do fundo. Outro ponto a se observar é o índice de referência do fundo multimercado, geralmente CDI ou Ibovespa.

Baixe o nosso guia de fundos em pdf e aprenda um pouco mais.

guia fundos de investimentos
Éverton Gaucho

Éverton Gaucho

Escreve sobre investimentos e tecnologia. É autor no site Caminho para Riqueza. Twitter: @EvertonCpR, clique para ler mais...