fbpx

Lições da Crise do covid-19

Que lições a crise do covid-19 ou coronavírus está proporcionando as pessoas e aos negócios? Como o investidor pode usar estas experiências para desenvolver a resiliência e a capacidade de adaptação.

A crise econômica e da saúde trouxe problemas e desafios. Julgo importante refletir sobre o aspecto econômico e algumas lições que talvez sirvam para tornar o investidor mais resiliente e preparado para enfrentar situações difíceis.

Composição de uma reserva de emergência

A falta da composição de uma reserva de emergência foi uma das questões que mais saltaram aos olhos. Esta talvez tenha sido uma das lições mais evidentes que as pessoas, assim como as empresas, devem dar uma maior atenção.

Observando o que vem acontecendo nesta crise, um mínimo e necessário é ter uma reserva de emergência que seja de 6 meses do gasto mensal. Pode parecer muito, mas isto é só impressão. Uma vez entendido que é prioridade e seu negócio depende disto, faz-se o que deve ser feito.

Tipos de “fundos” de emergência

Um abordagem alternativa é a criação de diversos “fundos” para o negócio, ou de cunho familiar, pessoal. A idéia é dividir o objetivo do fundo de emergência em vários tipos de fundos.

São fundos gerenciados de forma simplificada, em uma planilha digital. Exemplos de fundos de emergência são:

  • Fundo de obras;
  • Fundo de viagem;
  • Fundo para estudos;
  • Fundo para extras;
  • Outros tipos de fundos, etc.
Crise Coronavírus retangular

Não jogar estando sempre no limite

Operar um negócio no negativo durante muito tempo e sem um plano robusto. Muitos negócios fecharam logo no início da crise no coronavírus, simplesmente porque não podiam deixar de operar por duas semanas.

Resiliência baixíssima ou a falta de um plano de qualidade para lidar com o problema, grande sem dúvida, de ter as operações fechadas por tempo indeterminado.

O que é resiliência?

A resiliência é a capacidade da pessoa (ou negócio) resolver os problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas. Tudo isso sem entrar em surto psicológico, emocional ou físico, por encontrar soluções estratégicas que funcionam para cada momento.

Peter Lynch ebook selecao de acoes

Evoluir é se adaptar

Nesta crise eu vi vários restaurantes e botecos correndo para o Ifood, simplesmente porque ficaram na impossibilidade de abrir, porém com permissão para fazerem entregas.

Eu vi inúmeros profissionais liberais, que vendiam seus serviços por atendimento presencial, rapidamente irem para o Zoom (cuja ações na Nasdaq subiram, claro) e outras plataformas de vídeoconferência.

O caso mais clássico, talvez, sejam as escolas, que foram forçadas a “criar” uma adaptação. Muito é possível fazer por plataformas de EAD, mas e o caso de jardim e maternal? Neste caso, algumas escolas estão realizando, online, atividades para os pais e mães. Está muito bonito observar toda essa criatividade e adaptação.

O que o investidor deve fazer no futuro?

Aumentar a capacidade de adaptação e resiliência. Para o investidor, desenvolver uma carteira de investimentos mais capaz de suportar momentos de total instabilidade.

Este é um desafio de cada investidor, não faz sentido buscar formulas que sirvam para todos. Aprender com alguns grandes investidores faz sentido, mas fazer o que eles fizeram não faz sentido.

caminho para riqueza no telegram

Éverton Gaucho

Por Éverton Gaucho

Escreve sobre investimentos e tecnologia. É autor no site Caminho para Riqueza. Twitter: @EvertonCpR, clique para ler mais...

Comentários