fbpx

Porque investir só em ações?

Sem emoções fortes na Bolsa, afinal é preciso olhar as ações de empresas como oportunidades de acreditar em seus projetos e com isto gerar riqueza a longo prazo.

Cultura de investimentos

Diferentemente do que acontece nos países ricos, onde investir em ações é algo da cultura dos indivíduos, no Brasil, as pessoas que tiveram ao longo da vida a capacidade de acumular capital são, no geral, feitas de uma mentalidade “rentista”.

A mentalidade “rentista”, dos brasileiros que conseguiram acumular capital, é, segundo Guilherme A. Ferreira:

Eles vivem na ilusão de que dinheiro emprestado sempre cresce e corre menos risco do que dinheiro investido nas empresas.

Esta mentalidade denota uma falta de compreensão do mercado de capitais e da geração de riqueza através das empresas que movimentam a economia.

Peter Lynch ebook

Será uma montanha russa?

A Bolsa de Valores, nesta visão atrapalhada, seria uma montanha russa que só agrada a quem curte “emoções fortes”. Não é no que acreditamos aqui no Caminho para Riqueza, até porque você pode fazer operações arriscadas e operações a longo prazo, o que deixa a montanha russa mais confortável e mais tranquila.

Segundo o investidor Luiz Barsi as ações da Bolsa de Valores são oportunidades de investimento e todo o medo com o qual a Bolsa pode ser apresentada é um engano. Ele também é claro em dizer que o investidor sem tempo necessita de ajuda de um consultor especializado para investir com qualidade e segurança.

Fugindo da Renda Fixa

Luiz Barsi também alerta aos que se acham investidores. Para ele quem foge da renda fixa para investir na Bolsa de Valores não é um investidor. Sobre isso Barsi diz:

Quem está entrando na Bolsa não são investidores, mas pessoas que não estão conscientes do que é o mercado, que estão apenas fugindo da renda fixa.
(Luiz Barsi)

Geração de riqueza

Quando se entende como a Bolsa funciona, percebe-se um ambiente gerador de riqueza. A importância de investir com conhecimento mais profundo é ligar-se nos projetos das empresas que estão na Bolsa.

Fração ideal de um negócio

O investidor deve ver a ação de uma empresa como a fração ideal de um negócio. Imaginar-se como um pequeno sócio. Isto é o oposto de especular, conforme Graham coloca muito bem em seu livro “O Investidor Inteligente”, onde defende que a especulação prejudica o mercado.

A ação representa uma pequena parte da empresa. E as ações na Bolsa podem ser ordinárias (código final “3”), preferenciais (código final “4) ou unit (código final “11”).

Os Dois principais cenários para o investidor

Assim, os investidores podem ver dois cenários principais na Bolsa de Valores, enquanto negocia os papéis de ações das empresas:

Em resumo é como se fosse um jogo de estratégias, onde quem analisa mais ganha mais. A boa notícia é que são duas as formas de analisar o mercado de ações: Escola Fundamentalista e a Escola Técnica, não existindo melhor ou pior, apenas modalidades que te dão caminhos para ganhar mais dinheiro.
(Guilherme A. Ferreira)

Com isso, o investidor pode escolher por qual caminho investir os seus recursos no mercado financeiro.

assessoria-de-investimentos-personalizada-gratuita

Atualizado em 17/09/2020.
Artigo escrito em 01/10/2019.

Éverton Gaucho

Por Éverton Gaucho

Escreve sobre investimentos e tecnologia. É autor no site Caminho para Riqueza. Twitter: @EvertonCpR, clique para ler mais...

Comentários