fbpx

Investimento em prata: Como aplicar nesse metal precioso

O investimento em prata, no Brasil, ainda não é considerado um ativo financeiro, como o ouro commodity. A prata e diversos outros metais preciosos são commodities bastante negociados em Bolsas de valores como Londres e Nova York.

O investimento em metais preciosos é notadamente conhecido por investidores ao redor do mundo. Esse tipo de investimento é uma das formas de investimento mais antigas do mundo. Em geral, o metal mais conhecido e mais comprado é o ouro, em especial no Brasil. Todavia, o investimento em prata também é uma alternativa interessante para compor a carteira de investimento.

O investimento em prata é menos popular em comparação ao investimento em ouro, contudo há uma série de vantagens nesse ativo que podem torná-lo mais atrativo para composição do portfólio, como por exemplo o preço menor. Esse tipo de investimento no Brasil ainda não está inserido em ativos na bolsa de valores, mas mesmo ainda é possível comprar ativos baseados nessa commodity ou também investir em bolsas no exterior.

Definição de investimento em prata

O investimento em prata pode ser realizado tanto na sua forma física, ou seja, comprar ativos de prata como barras de prata, moedas, joias e afins como também a partir de ativos financeiros negociados em bolsa. No Brasil apenas a compra de ativos físicos está disponível, todavia, em países como EUA e Reino Unido existem diversas opções para investimentos financeiros relacionados à prata.

A aquisição de um ativo desse tipo apesar de possuir um alto grau de reserva de valor, além de ser perene, também responde à lei de oferta e demanda. Dessa forma, em momentos de alta na procura pela prata, o seu preço tende a subir, e em momentos de baixa procura, o preço da prata tende a depreciar.

A prata quando relacionada a composição da carteira de investimentos também é muito utilizada como forma de diversificação, além de funcionar também como um hedge. Isso ocorre porque em geral os metais preciosos, dado o seu valor intrínseco e a sua capacidade de transferir valor de um período para o outro sempre acaba sendo uma escolha em momentos de instabilidade econômica.

Origens da utilização da prata

A prata é utilizada desde a pré-história, civilizações antigas como os romanos e os egípcios cunhavam joias e outros utensílios a partir desse metal precioso. Com o passar dos anos esse ativo também passou a ser utilizado para confecção de moedas. As moedas brasileiras do período colonial e até mesmo no começo da República possuíam alto teor de prata.

Além do seu uso como reserva de valor, a prata também é um ativo muito utilizado por indústrias para determinados ativos devido à sua alta capacidade de conduzir energia elétrica. Além disso, é muito utilizada para produção de determinados instrumentos musicais e até mesmo para confecção de espelhos.

Alto valor da prata

A prata é um metal precioso e só possui valor menor do que o ouro entre ativos desse tipo. Apesar de não ser um ativo tão raro quanto o ouro, a prata também é um metal escasso. A sua mineração costuma ser de caráter secundário, ou seja, costuma ser um subproduto dos mineradores de ouro ou até mesmo de cobre.

As maiores minas de prata do mundo estão localizadas na América do Sul, México, Estados Unidos, Austrália, China e Rússia. O maior país minerador de prata é o México, país no qual a prata e outros metais preciosos já eram explorados pelos povos locais, antes mesmo da chegada dos europeus no final do século XV.

Como investir em prata

O investimento é prata pode ser realizado de diversas formas. Apesar de no Brasil não haver opções de investimento em prata via Bolsa de Valores como no exterior, não é difícil comprar ativos cunhados a partir dessa commodity. Além disso, é possível investir diretamente em bolsas no exterior como no caso da bolsa de Londres e nos EUA.

Formas de aquisição de prata no Brasil

As formas mais simples de se investir em prata no Brasil é a partir da compra de barras de prata ou então de moedas cunhadas a partir desse ativo. Além disso, também é possível comprar prata a partir de uma escritura, é menos usual do que comprar o ativo em si mas pode ser uma alternativa interessante.

Prata em barras

Barras de prata

A aquisição de prata em barras costuma ser o método com maior potencial de rentabilidade dentre as opções para comprar produtos baseados nesse metal. Essas barras são conhecidas como prata 999, porque elas possuem 99,9% de grau de pureza.

A compra desse tipo de ativo pode ser realizada em estabelecimentos especializados como bancos e corretores de metais preciosos. É importante estar atento sobre a reputação desses vendedores, tanto para ter certeza que a prata é legítima quanto para saber se o grau de pureza realmente corresponde a uma barra de prata.

Corretores de metais preciosos

Esses corretores de metais preciosos costumam cobrar uma taxa adicional em relação à cotação de mercado da prata. A barra de prata é o ativo de prata que costuma ter o melhor custo benefício em relação a essa transação, como as barras são uma quantidade maior, a taxa de intermediação acaba ficando diluída no valor. No caso de compra de moedas, por exemplo, a taxa dos corretores acaba pesando mais.

Um ponto a ser destacado é em relação ao armazenamento das barras de prata. Como são ativos de alto valor é importante que eles sejam armazenados em locais seguros, algumas opções são ter um cofre doméstico ou até mesmo alugar um cofre no banco. Além disso, é possível contratar um seguro para esses bens.

Moedas de prata

Além da aquisição de barras de prata, é possível comprar prata no formato de moedas. Esse método de aquisição de prata facilita para aqueles que querem adquirir uma quantidade menor desse metal em relação ao tamanho mínimo das barras de prata. Além disso, as moedas são mais fáceis de armazenar e de transportar de um local para outro.

Um ponto de desvantagem em relação às moedas é que elas costumam ter taxas um pouco maiores cobradas pelas corretoras, isso se dá devido aos custos de cunhagem e moldagem das moedas.

No caso das moedas também é recomendável estar atento à credibilidade dos vendedores. É importante ter certeza da procedência desse ativo, bem como da veracidade sobre o grau de pureza das moedas que estão sendo compradas.

Moedas de colecionador

Coleção de moedas de prata

Como apontado anteriormente, moedas antigas eram cunhadas com alto teor de prata e apesar de terem sido substituídas ao longo do tempo por outras moedas e não ser mais o dinheiro corrente, essas moedas possuem o valor intrínseco à sua matéria-prima, a prata. Além desse valor, essas moedas possuem um valor histórico e são valiosas para colecionadores.

Nesse sentido, essas moedas possuem vários determinantes para seu valor. O mais geral deles é relacionado à prata e ao grau de pureza da prata. Moeda brasileiras, por exemplo, até 1913 possuíam cerca de 90% de grau de pureza de prata. Nas décadas seguintes as moedas ainda possuíam prata mas em escala menor.

Assessoria de Investimentos

Além do valor referente à matéria-prima, essas moedas possuem valor histórico. Dessa forma, quanto mais raras maior valor elas possuem no mercado. Por exemplo, uma moeda brasileira do período imperial tende a ter um valor maior que uma moeda da década de 1950, dada a dificuldade de encontra-las. Fatores como esse acabam tornando o valor real dessas moedas mais volátil no mercado.

Muitas vezes essas moedas são guardadas por familiares e passadas de geração em geração, mas em caso de interesse não é difícil encontrar moedas desse tipo em antiquários ou lojas desse tipo, além também de ser possível encontra-las em sites de leilões.

Investimento em prata no exterior

Além das formas citadas acima, é possível outras modalidades de investimento em prata no exterior, sobretudo em países como Estados Unidos e Reino Unido que possuem um mercado financeiro mais desenvolvido e uma gama maior de ativos disponíveis para comercialização. Nesses mercados, há uma série de ativos relacionados a diferentes tipos de metais preciosos e demais minérios como prata, platina, cobre, zinco, dentre outros.

ETFs de prata

Na bolsa dos EUA, por exemplo, há ETF (Exchange Trade Fund) relacionados à prata como:

  • iShares Silver Trust (SLV) e;
  • Global X Silver Miners (SIL).

Nesses ETFs, como em outros desse gênero, o investidor fica exposto ao movimento diário da variação do preço da prata. Dessa forma, é um mecanismo mais fácil de investir em prata comparado à compra do ativo físico.

Fundos mútuos de prata

Além da possibilidade de investir em ETF, é possível investir em mutual funds relacionados a essa commodity. Todavia, nesse caso é incomum encontrar fundos especializados na prata apenas. Normalmente esse tipo de fundo investe em empresas mineradoras de metais preciosos, portanto, o investidor ficaria exposto também a outros metais, como o ouro, por exemplo.

Alguns fundos desse tipo podem ser encontrados na bolsa de NY, como por exemplo, o USAA Precious Metals and Minerals Fund e o Vanguard Global Capital Cycles Fund. Ambos fundos investem a maior parte do seu capital em mineradoras de metais preciosos, apesar do foco no ouro, também há exposição a outros metais como a prata, platina e diamantes.

Uma outra forma de se expor à variação do preço da prata, é a compra de uma ETN (Exchange Trade Note). Esse papel funciona como um bond (título de dívida), dessa forma, o investidor não está investindo em nenhum ativo propriamente dito. Todavia, a rentabilidade dessa nota está diretamente ligada à variação do preço da prata no mercado.

Como a prata se insere no mercado de commodities

O mercado de commodities tende a ficar cada vez mais aquecido nos próximos períodos. Nesse sentido, a prata também está inserida nesse mercado. Dessa forma, o investimento em metais preciosos, como a prata tende a ter efeitos positivos com uma alta no mercado das commodities como um todo.

Como bem apresenta Jim Rogers, um dos maiores investidores financeiros, as commodities são os ativos do futuro. Portanto, não seria uma surpresa se a prata acompanhasse a valorização desse mercado.

Vantagens de investir em prata

Investir em prata como em outros metais preciosos possui uma série de vantagens, como a possibilidade de diversificar a carteira de investimentos, utilizar esses metais como hedge ou mesmo apostar na valorização futura desses ativos.

Diversificação dos investimentos

A diversificação dos investimentos é uma das melhores formas de mitigar o risco de uma carteira. Dessa forma, o investimento em prata possibilita justamente uma variação no investimento, além de ser um ativo com maior estabilidade, o que ajuda a diminuir o risco do portfólio de investimentos.

Hedge para os investimentos

A prata, assim como o ouro, é um ativo estável, não possui uma alta volatilidade. Mesmo a prata sendo mais instável que o ouro, ainda assim é um ativo com alto grau de estabilidade. Dessa forma, o investimento em prata funciona também como uma forma de proteção da carteira.

Além disso, como a prata é um ativo estável, ela funciona como uma forma de proteger o patrimônio contra os efeitos da inflação. Portanto, caso o objetivo seja menor volatilidade, a prata é mais interessante do que comprar moedas estrangeiras, por exemplo, até mesmo em relação ao dólar que possui alto valor de reserva comparado a outras moedas do mundo.

Rentabilidade em períodos de crise

A rentabilidade da prata, como outros metais preciosos, costuma ter uma rentabilidade contra cíclica, sobretudo em momentos de crise. Como esse tipo de ativo possui um valor mais constante ao longo do tempo, é comum em períodos de instabilidade um aumento na procura por esses ativos, o que acaba fazendo com que o preço da prata se eleve nesses períodos.

Dessa forma, possuir prata em momentos de crise pode gerar uma vantagem para o investidor. Dado que parte do seu portfólio irá valorizar em um momento de queda geral dos preços dos ativos.

Liquidez e reserva de valor

O valor da prata não é restrito a um único país, ela possui valor global, o que a torna um ativo com maior liquidez do que a maior parte das moedas do mundo. Dessa forma, a prata é um ativo facilmente convertido em dinheiro, o que torna um ativo interessante para ser vendido em momentos de necessidade repentina.

Além disso, como a prata é um ativo com boa reserva de valor, ou seja, seu valor varia pouco ao longo do tempo. Dessa forma, além de possuir uma alta liquidez, dificilmente o preço da prata estará em baixa no mercado, o que facilita esse movimento para geração de liquidez.

Assessoria de Investimentos

Perenidade da prata

A prata é um ativo que não deprecia ao longo do tempo, ou seja, ela é um ativo perene. Apesar da prata poder oxidar devido ao contato com a água ou condições climáticas, é um ativo com alto grau de durabilidade e que muitas vezes é passado de geração para geração nas famílias. Essa qualidade da prata a valoriza ainda mais como um ativo capaz de manter valor.

Desvantagens de investir em prata

O investimento em prata também possui algumas desvantagens. Essas são relacionadas à sua variação de preços, bem como nas dificuldades de armazenar ativos cunhados em prata.

Períodos de volatilidade

A prata é um ativo estável mas não está livre de momentos de oscilação nos preços. As variações mais bruscas no preço desse ativo costuma estar relacionada a eventos maiores, como crises econômicas ou eventos climáticos em regiões de maior exploração dessa commodity.

Nos momentos de crise, é comum haver uma alta nos preços da prata devido a um aumento da procura por ativos mais seguros. Dessa forma, apesar de ser um período no qual a prata pode proteger o portfólio, comprar prata nesses momentos pode ser um mau negócio, dado que o preço pode estar sobrevalorizado.

Não é um ativo que gera renda constante

A prata apesar de ser um ativo estável, ela possui uma questão importante, a qual é a incapacidade de gerar renda ao longo do tempo. Dessa forma, a prata é um ativo incapaz de gerar renda com juros ou dividendos, por exemplo. A única forma de ter renda a partir da prata, é vendendo o ativo por um preço maior do que aquele pelo qual ela foi comprada.

Problemas para armazenar prata

Armazenar barras de prata ou em outras formas físicas pode ser um problema para algumas pessoas ou até mesmo gerar custos adicionais. Como para armazenar prata com segurança é recomendável ter um cofre ou alugar um cofre no banco, provavelmente a aquisição de prata nessa forma incorrerá em custos adicionais.

Além disso, a prata é um metal precioso que pode oxidar. Portanto, é necessário armazenar a prata em um local que a proteja das ações do tempo e do clima. Além de ser necessário um cuidado especial para manutenção das características do ativo adquirido.

Vantagens da prata em relação ao ouro

A principal vantagem da prata em relação ao ouro é justamente relacionado ao seu preço. Como a prata possui um valor substancialmente menor que o ouro ela é um investimento mais acessível para uma série de investidores. Portanto, investidores de renda média que possuem pouco valor disponível para aplicação podem acessar o mercado de metais preciosos por intermédio da prata.

Desvantagens da prata em relação ao ouro

Todavia, apesar do preço ser um ponto positivo da prata em relação ao ouro, há alguns fatores que tornam o investimento em ouro mais atrativo nessa comparação. Um desses fatores é relacionado ao mercado brasileiro, visto que no mercado nacional é possível adquirir ativos financeiros relacionados ao ouro mas ainda não existem ativos que acompanhem a variação do preço da prata.

Outro ponto a ser destacado na análise é com a relação à perenidade. Apesar da prata também ser um ativo durável, o ouro é um ativo que nem mesmo oxida. Portanto, o ouro não irá depreciar nunca com relação ao seu valor intrínseco, inclusive pelo fato que o ouro sempre pode ser fundido e transformado e convertido em outro bem, o que torna possível o mesmo ouro ser utilizado por eras diferentes.

Além dos dois fatores anteriores, como o ouro é um ativo mais escasso do que a prata, ele possui uma maior estabilidade com relação a seu preço. Dessa forma, apesar da prata também ser estável, ela pode enfrentar momentos de instabilidade mais acentuados do que o ouro.

Carteira de investimentos com prata

O investimento em prata é uma alternativa para composição da carteira de investimentos, sobretudo para investidores que desejam investir em metais preciosos mas não podem ou não querem investir o valor mínimo necessário para investir em ouro.

Apesar do mercado de prata no Brasil ser restrito, é possível realizar investimentos desse tipo em âmbito nacional. Além disso, há alternativa de investimento no exterior mais abrangentes para quem tem possibilidade de aplicar em bolsas estrangeiras.

O investimento em prata ou em outros metais preciosos é uma forma de proteger sua carteira de investimentos contra variações bruscas como em crises econômicas, possibilitando inclusive incorrer em ganhos nesses períodos. Além disso, é uma forma de diversificação dos investimentos.

assessoria-de-investimentos-personalizada-gratuita
Vinicius Brandao

Por Vinicius Brandao

É economista e autor no blog Caminho para Riqueza.

Comentários