fbpx

O guardador de dinheiro em bancos e o investidor de bolsa de valores

Qual a diferença entre o guardador de dinheiro em bancos e o investidor de bolsa de valores? Uma diferença é que o primeiro espera uma determinada rentabilidade ao final de um período acordado. E, talvez estes dois personagens representem dois extremos ou dois lados de uma mesma moeda.

O cliente private de banco, que estava chateado com a rentabilidade da renda fixa de 4% ao ano, e quis melhorar a rentabilidade do seu portifolio migrando uma parte para renda variável, acabou descobrindo que antes de mudar a rentabilidade é necessário mudar a mentalidade.
(Henrique Bredda)

Pensemos numa trimembração, com isso saímos da dualidade entre um e outro personagem. Criemos um terceiro personagem, chamado apenas O Investidor.

O Investidor

Este terceiro personagem age diferente do guardador de dinheiro em bancos e também diferente do investidor de renda variável. E, ao mesmo tempo contém os dois. Sua caracterização é a seguinte:

  • Ele guarda dinheiro em banco somente o que é para sua reserva de emergência;
  • Ele investe uma boa parte do seu dinheiro na bolsa, em vários tipos de ativos;
  • Ele possui seu próprio imóvel;
  • Ele faz investimentos fora do mercado financeiro;
  • Ele, antes de tudo, investe o seu dinheiro de forma diversificada.

Não seja o guardador de dinheiro em bancos

O correntista do banco pode escolher estar nesta categoria ou caminhar na direção a tornar-se um investidor. Para isso é importante estruturar uma carteira de investimentos.

Consciente

É aquele que usa o banco com o objetivo de manter uma reserva de emergência.

Inconsciente

Neste extremo a pessoa nem pode ser chamada de investidor, pois seu dinheiro perde para a inflação. É o que muitas pessoas fazem, seja por total conservadorismo ou ignorância mesmo.

De fato, é complicado para o ‘guardador de dinheiro em bancos’ investir na bolsa de valores. A decisão de mudança de mentalidade só acontece se a pessoa ‘se permitir’.
(Henrique Bredda)

Não seja só o investidor de renda variável

Talvez o extremo aqui seja o indivíduo que investe todo o seu dinheiro através da modalidade de day trade. É preciso ponderar e investir com o conhecimento certo.

Consciente

O investidor que opera todo o seu dinheiro de investimento com day trade ou mesmo swing trade.

Inconsciente

Mais provável que o trader de primeira viagem seja o extremo aqui, ou aquele “investidor” descuidado que mexe com derivativos sem muito entender. É um perigo tão grande quanto dirigir muito bêbado.

O caminho do investidor

Montar uma carteira de investimentos pronta para resistir as intempéries econômicas mais comuns:

  • Alta da Bolsa;
  • Baixa da Bolsa;
  • Alta da Inflação;
  • Queda da Inflação.

É importante ter uma reserva de emergência, assim como um plano e periodicidade para o rebalanceamento dos investimentos.

assessoria-de-investimentos-private-personalizada
Éverton Gaucho

Por Éverton Gaucho

Escreve sobre investimentos e tecnologia. É autor no site Caminho para Riqueza. Twitter: @EvertonCpR, clique para ler mais...

Comentários