Diversificando os investimentos para ganhar dinheiro

A importância de ganhar dinheiro diversificando os investimentos

É possível se manter diversificando os investimentos por muitos anos e ainda assim manter um boa rentabilidade, suficiente para ganhar dinheiro bem mais do que deixando esse dinheiro na poupança?

Você investe ou conhece um pouco sobre investimentos financeiros, então você já deve ter ouvido uma daquelas máximas, como:

Não se coloca todos os ovos dentro de uma mesma cesta.

Sofisticar a carteira de investimentos

Essa é a lição número um para quem quer começar a fazer investimentos financeiros e também sofisticar a sua carteira de investimentos.

Porém, sempre fica aquela questão:

Será que existe uma forma correta de fazer a diversificação de investimentos?

Diversificação de investimentos pode ser um assunto muito simples ou muito complexo. Existe uma maneira correta de diversificar uma carteira de investimentos ou forma incorreta de diversificar uma carteira?

Creio que não é tão simples assim, porém é sensato afirmar que você pode fazer uma carteira de investimentos muito melhor do que a maioria dos investidores fazem por aí.

guia para montar carteira de investimentos

Perfil do investidor

Um coisa é certa, a primeira coisa para você fazer uma diversificação de investimentos adequada, é definir o seu perfil de investidor.

Qualquer corretora que você abrir a sua conta vai te convidar a definir o seu perfil de investidor. Como isso funciona?

Você responde a uma série de perguntas, e de acordo com as suas respostas o seu perfil de investidor é encontrado.

Os quatros perfis de investidores

Basicamente, existem quatro perfis de investidores:

  • Conservador
  • Moderado
  • Moderado-Agressivo
  • Agressivo

Quando se trata de investimentos financeiros nada pode ser como uma receita de bolo. Porque? Cada investidor tem a sua capacidade a risco, a sua tolerância a risco, ou seja, a sua aceitação, as suas necessidades e objetivos financeiros.

Carteira de investimentos

Tendo em mãos algumas informações é possível, sim, estabelecer alguns padrões, porém, isso não quer dizer que a sua carteira de investimentos será igual a de seus amigos e familiares. Cada carteira de investimentos é única e exclusiva para cada investidor.

Dicas para diversificar os investimentos

Desta forma, qual o próximo passo para começar a diversificar os investimentos? O que é preciso?

É aí que a maioria dos investidores começa a se confundir. No geral os investidores partem dos tipos de investimentos que eles já conhecem, ignorando assim o que pouco conhecem ou não conhecem.

Reserva de Emergência

No geral, muitos destes investimentos que os investidores não conhecem podem ser um dos componentes principais da carteira de investimentos. E, o componente inicial é fazer a reserva de emergência.

O que a reserva de emergência tem que conter:

  • ativos de baixo risco/pós-fixado;
  • liquidez imeditada.

Três exemplos de diversificação de investimentos

#1 – Uma parte da alocação em ações blue chips, outra parte em ações small caps.

#2 – Títulos de renda fixa como CDB, LCI e poupança. 100% protegido pelo FGC.

#3 – Parte dos investimentos em FI (fundos de investimentos) que investe em ativos de bolsa, e outra parte em renda fixa (ativos garantidos pelo FGC).

O pior tipo de diversificação

É comum o investidor não investir em Bolsa de Valores porque ele não conhece a Bolsa de Valores, ou não investe em ativo atrelado ao dólar porque pensa que o dólar vai cair.

O pior tipo de diversificação de investimentos que existe é quando o investidor não está diversificando de maneira nenhuma, mas tem a falsa sensação de que está. Quer um exemplo?

A falsa sensação de diversificação

Aquele investidor que investe em um CDB, uma LCI, uma LCA, no tesouro Selic, e ele acredita que esta fazendo uma carteira de investimentos saudável e bem diversificada, quando na verdade essa carteira não está nem um pouco diversificada.

O que você precisa para diversificar?

Como é possível então fazer uma boa diversificação?

Como escolher os ativos para alocar na sua carteira?

Primeira coisa a pensar é:

O que você precisa para diversificar?

Você não pode pensar que escolhendo uma grande quantidade de ativos financeiros você está diversificando. Por exemplo, investir em diversos ativos cujo indexador é o CDI. Isso não é diversificar os investimentos financeiros.

Dito isso, o que aconteceria com a sua carteira se o CDI caísse? Todos os ativos em sua carteira iriam cair também.

Uma carteira de investimentos bem diversificada não inclui apenas a quantidade de tipos de investimentos, distribuída na sua carteira. É preciso levar em conta não só os tipos de investimento mas também os indexadores. Sendo assim, uma diversificação de indexadores tem que compor a sua carteira de investimentos financeiros.

O que você pode fazer?

Se você é um investidor iniciante, se você tem um perfil mais conservador, uma coisa é certa, grande parte da sua carteira de investimentos financeiros deve ser alocada em ativos financeiros pós-fixados indexados ao CDI.

A outra parte, menor da sua carteira de investimentos, você pode ser alocada em ativos IPCA+ Pré, ou seja, taxa da inflação mais um taxa pré-fixada. Alguns ativos como CDB, LCI, LCA e inclusive os títulos públicos (aqueles negociados através do Tesouro Direto).

Analisar a correlação de ativos financeiros

Outra dica para facilitar a sua vida na escolha dos índices ou indexadores dos ativos financeiros que compõem a sua carteira, é analisar a correlação entre os ativos.

O que é isso, correlação entre ativos?

A correlação entre ativos mostra como ocorre o comportamento entre determinada classe de ativo quando um evento específico acontece, ou seja, quanto menor a correlação entre os ativos da sua carteira de investimentos, menor também será o impacto da carteira como um todo, se um evento específico acontecer.

Rentabilidade da carteira de investimentos

Importante frisar que a diversificação de investimentos serve não só para trazer uma maior proteção para a sua carteira, como também para proporcionar uma maior rentabilidade de acordo com diversos cenários da macroeconomia.

Diferentes emissores

Além da indexação dos tipos de investimentos e dos tipos de indexadores, é preciso considerar também os diferentes emissores. Por exemplo, as emissões bancárias: CDB e LCI, neste caso é importante selecionar CDBs não só de uma instituição.

Você entendeu o conceito e a importância da diversificação de investimentos para a sua carteira ou portifolio de investimentos?


Quer bater um papo sobre diversificação de investimentos com um profissional? Quer saber como melhorar a sua carteira? Agende um conversa hoje mesmo.


Danilo Guedine

Por Danilo Guedine

Educador financeiro e co-fundador do Caminho para Riqueza. Possui mestrado em Finanças e grava vídeos semanalmente para o canal Caminho para Riqueza, no Youtube.

Comentários