Caro(a) leitor(a), eu gostaria de iniciar este artigo dizendo que se você não sabe como ganhar dinheiro com investimentos financeiros, tenha certeza que é mais simples do que você imagina. Se você já sabe, leia também este artigo e aprenda técnicas matadoras para montar uma carteira de investimentos ideal e com isso obter maior prosperidade financeira.

Você já economizou dinheiro em algum momento para poder realizar um desejo no futuro?

Imagine qualquer situação: uma viagem ao exterior, a compra de um carro, a compra de um imóvel, entre outras possibilidades…

Se você nunca poupou dinheiro, já parou para pensar quantas coisas você poderia fazer ou quantos sonhos poderia realizar se economizasse um pouco de dinheiro todos os meses?


Converse com um profissional de investimentos e receba uma avaliação gratuita da sua carteira de investimentos.


Parece muito simples e obvio, mas muita gente não planeja e tampouco sabe que poupar dinheiro é essencial para a manutenção de uma qualidade de vida duradoura. Aliás, a grande maioria das pessoas não considera essa ideia e não vê nenhuma importância em fazer isso.

Já convivi com muita gente que trabalha, ganha dinheiro e gasta dinheiro. Simples assim! E quanto mais dinheiro ganha, mais gasta, entrando num ciclo vicioso. Essas pessoas nem sabem que existe um ponto intermediário entre ganhar e gastar dinheiro, que é exatamente poupar dinheiro.

Poupar com consistência e a construção de um projeto maior

Ao longo da minha vasta experiência como assessor de investimentos e educador financeiro, pude observar que a maioria das pessoas não pensa em porque poupar dinheiro. Alguns poupam para a aquisição de um bem ou a realização de um desejo. Porém, uma minoria absoluta poupa dinheiro com consistência, planejando a construção de um projeto maior.

Chamo de projeto maior a construção do seu caminho para a prosperidade financeira.

Outra observação interessante que pude fazer ao longo de minha carreira é que muitas pessoas tem consciência de que poupar dinheiro é importante, porém não fazem por não saber o que fazer com o dinheiro guardado.

Constantemente vejo casos de pessoas que receberam uma bela quantia financeira de uma herança, uma indenização, uma rescisão contratual, entre outras circunstâncias, e ficam perdidas, sem saber exatamente o que fazer com o dinheiro.

Logo, a maioria faz o que é mais acessível: gasta o dinheiro.

Opções para cuidar do seu dinheiro

Outras pessoas, que se preocupam com a manutenção da qualidade de vida se precisarem enfrentar alguma adversidade, pensam logo em comprar um imóvel, ou um terreno, ou investir em um comércio, ou uma franquia. Porém, fazem sem entender nada do assunto, e muito menos procuram saber se essa é a melhor opção para cuidar do seu dinheiro.

Pouquíssimas pessoas sabem que em alguns cenários (principalmente quando as taxas de juros da economia estão elevadas) investir o dinheiro no mercado financeiro dá muito mais retorno do que imóveis, algumas franquias ou comércio.

Além disso, ganhar dinheiro com investimentos financeiros é muito mais simples e seguro do que muitos outros investimentos e o investidor ainda pode contar com a ajuda gratuita do assessor de investimentos. Basta procurar algum de confiança.

Neste artigo vou te contar o que precisa ser feito hoje para que no futuro você possa parar de trabalhar pelo dinheiro e faça o dinheiro trabalhar para você.

 

Você vai aprender também:

  • Fazer um plano para poupar dinheiro;
  • Onde investir o dinheiro no mercado financeiro;
  • Como ganhar dinheiro no mercado financeiro.

Passo #1: Análise de onde vem e onde está o seu dinheiro

orçamento-pessoal - Como Ganhar Dinheiro com Investimentos Financeiros

Nesta primeira etapa da construção da sua estrada para a prosperidade financeira e como ganhar dinheiro com investimentos financeiros, é preciso mapear sua situação financeira.

Você precisa identificar de onde vem o seu dinheiro (salário, aluguel, bônus, freelances, juros recebidos, etc), sua atual capacidade de poupar (quanto você consegue economizar) e possíveis formas para aumentá-la.

Você deverá analisar também quanto dinheiro você já tem e onde o seu dinheiro está investido (mercado financeiro – bancos e corretoras, imóveis, empresas, comércios, etc).

Para isso, é necessário que você comece a controlar de onde vem e para onde vai o seu dinheiro, ou seja, seu orçamento pessoal, também conhecido como fluxo de caixa.

Como controlar o orçamento pessoal

Se você está acostumado a pagar tudo em espécie (papel moeda), recomendo usar qualquer aplicativo de controle de despesas pessoais. Sempre que você tiver qualquer entrada ou saída de dinheiro (fluxo de caixa), registre no aplicativo.

Se você paga tudo ou quase tudo utilizando cartões de crédito ou débito, o controle é mais fácil. Basta verificar a fatura do cartão todos os meses antes de pagá-la.

Após identificado seus ganhos e gastos, a forma mais fácil e recomendada de controlar suas finanças é agrupar de forma muito clara numa planilha todas as suas receitas e suas despesas.

Sugiro classificar em receitas fixas e receitas variáveis, e da mesma forma em despesas fixas e despesas variáveis. Assim, você conseguirá visualizar a parcela de suas receitas e despesas que pode sofrer alterações e também onde você pode mexer.

Despesas

Em seguida, classifique suas despesas em dois grupos distintos: despesas essenciais e despesas supérfluas.

As despesas essenciais são aquelas relacionadas a aluguel, comunicação (até certo ponto, claro, ninguém precisa do pacote premium da TV a cabo, nem a maior banda de internet), alimentação, transporte, saúde, educação, vestuário (mais uma vez, sem extravagâncias), etc.

As despesas supérfluas são aquelas relacionadas ao lazer (bares, restaurantes, shopping centers), viagens, ou compras de produtos desnecessários (um sapato ou uma bolsa colorida, outro jeans, etc) e até mesmo aquele cafezinho diário na padaria.

Parece bobeira, mas supondo que você tome um cafezinho todos os dias pela manhã e que ele custe 5 reais, em um mês você gasta 150 reais apenas com o cafezinho matinal. Em um ano, esse valor é de 1.800 reais e, no longo prazo, faz toda a diferença no seu orçamento. Acredite!

Custo de oportunidade

Ao incorporar os juros que você deixa de ganhar porque gastou o seu dinheiro com esses itens supérfluos ao invés de investir no mercado financeiro (custo de oportunidade), perceberá que esses gastos farão uma imensa diferença ao longo dos anos.

Fontes de ganhos

Do lado das suas receitas, todo detalhe também é muito importante. Analise com calma todas as suas fontes de ganhos: salários, horas extras, bonificações, comissões, renda extra com aulas, consultorias, freelances, etc.

Se você é empresário ou tem patrimônio como imóveis alugados, é necessário avaliar o retorno desses investimentos e assegurar uma boa gestão dos mesmos. Para você entender em um nível mais profundo como fazer proteção patrimonial, leia nosso artigo “Sucessão de empresas, Proteção, Alavancagem e Blindagem patrimonial“.

Se você já é usuário e está habituado com planilhas eletrônicas (Excel), você pode modelar uma planilha ao seu gosto.

Caso contrário, você pode pedir ao seu assessor de investimentos, caso conheça um, que te envie uma planilha de controle financeiro ou planilha de orçamento pessoal (cada profissional utiliza uma nomenclatura diferente para esse tipo de planilha).

Passo #2: Montar um plano de acumulação financeira

guardar-dinheiro-para-o-orçamento-pessoal - Como Ganhar Dinheiro com Investimentos Financeiros

Agora que você já sabe como mapear e controlar suas finanças, é hora de montar um plano de acumulação financeira (poupança) que é o passo seguinte para saber como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Você já conhece o seu ponto de partida, que é a sua situação financeira atual e, neste passo, você traçará estratégias para alcançar a prosperidade financeira no futuro.

Até o final deste artigo você vai saber mais sobre como montar um bom plano de acumulação financeira e ganhar dinheiro no mercado financeiro.

Fazer sobrar dinheiro

Nesta etapa é importante que você defina uma meta e trace objetivos para alcançá-la. O ponto chave é fazer sobrar dinheiro no seu orçamento mensal, para que ele seja investido no mercado financeiro.

Primeiramente, identifique na sua planilha de controle financeiro as despesas que você pode e está disposto a cortar hoje, para alcançar sua prosperidade financeira mais rapidamente. Mas não se esqueça, cada um colhe aquilo que planta.

Se você não se esforçar, provavelmente não conseguirá sua independência financeira. Em seguida, defina uma meta numérica.

Não há um número correto que você deve perseguir. Cada pessoa possui seus próprios objetivos de curto, médio e longo prazo. Mas esses objetivos que você mesmo traçou, você deve se esforçar para alcançá-los.

Para isso, seu comprometimento é muito importante e um assessor de investimentos pode te ajudar muito nessa jornada.

Sobre ter ou não ter um assessor de investimentos você pode ler este artigo que escrevi, “4 Razões Para Ter uma Assessoria de Investimentos.


Descubra como fazer seus rendimentos obterem maior rentabilidade, faça uma avaliação gratuita da sua carteira de investimentos.


Objetivos financeiros

Para seus objetivos financeiros de curto e médio prazo, você pode considerar a compra de um carro (mas antes reflita: preciso mesmo de um 2.0 ou um carro 1.6 é mais que suficiente?), a compra de um imóvel, o pagamento dos estudos dos seus filhos, o pagamento de uma festa de casamento, um intercâmbio ou ano sabático no exterior, etc…

Para seus objetivos financeiros de longo prazo, ou seja, sua aposentadoria, a metodologia é semelhante. Primeiramente, defina qual a renda mensal que você pretende ter na sua aposentadoria. Em seguida, verifique com qual idade você pretende se aposentar e quanto tempo você ainda tem até lá. Por fim, estruture um plano para que você tenha investimentos financeiros suficientes para te gerar a renda mensal desejada na sua aposentadoria.

É imprescindível poupar

Lembre-se: a sua renda atual tem que ser suficiente para custear os seus gastos de hoje e boa parte dos gastos durante a sua aposentadoria. Logo, é imprescindível poupar.

Liste suas prioridades, pesquise o custo delas, verifique quanto tempo você tem para alcançá-las e, então, trace um plano mensal de poupança para que você atinja seus objetivos. Além de poupar, você deve ter um cuidado rigoroso para investir o dinheiro no mercado financeiro.

É necessário que você garanta proteção e rentabilidade para seus investimentos financeiros. Essa etapa é fundamental para que você atinja seus objetivos e conquiste sua prosperidade financeira e aprenda a como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Passo #3: Onde investir o dinheiro

carteira-de-investimentos - Como Ganhar Dinheiro com Investimentos Financeiros

De forma bem simplista, os investimentos financeiros baseiam-se no tripé: rentabilidade, risco e liquidez. Esse tripé é fundamental na estratégia que apresentamos para aprender como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

  • Rentabilidade: é a remuneração paga ao investidor, por deixar seu dinheiro alocado em um determinado produto financeiro. É a conhecida taxa de juros ou ágio.
  • Risco: é a possibilidade de perda da totalidade ou de parte do dinheiro investido em um determinado produto financeiro. O risco também pode ser associado à volatilidade, que é a oscilação do capital investido em um produto financeiro dentro de um intervalo de tempo.
  • Liquidez: é abrir mão do dinheiro hoje para poder usufruir dele no futuro. A liquidez pode ser associada ao prazo de carência ou prazo de resgate do dinheiro investido em um produto financeiro.

Esses conceitos básicos podem apresentar um certo nível de complexidade dependendo do nível de detalhe que quisermos explorar. Porém, neste artigo não aprofundaremos em nenhum deles.

Na teoria, para buscar uma maior rentabilidade, o investidor deve aceitar maior risco, ou abrir mão de liquidez.

Em outras palavras, do ponto de vista do investidor, ele sempre estará em busca da maior rentabilidade possível para seus investimentos, por uma questão lógica. Porém, para isso, ele tem basicamente duas opções:

  1. Aceitar um risco maior, que é aumentar a possibilidade de realizar perdas financeiras;
  2. Aceitar deixar o seu dinheiro investido em um produto financeiro bloqueado para saques por mais tempo. Isso é o mesmo que abrir mão de usufrui-lo hoje.

Produto financeiro

Porém, na prática, isso nem sempre ocorre. Aliás, em muitíssimos casos, a teoria se descola da prática e isso não ocorre.

Neste artigo, não vamos aprofundar e nem explicar nenhum produto financeiro, mas apenas citá-los. Falarei sobre produtos em outros artigos.

Aproveitando da falta de conhecimento ou da baixa educação financeira da maioria dos brasileiros, os grandes bancos emitem títulos com baixíssima rentabilidade, mesmo que esses títulos tenham risco maior do que os títulos públicos, negociados nas plataformas abertas de investimentos ou no tesouro direto, que é a plataforma de negociação do tesouro nacional.

A Caderneta de Poupança como investimento

A caderneta de poupança talvez seja o melhor exemplo. Muitos investidores deixam todo, ou grande parte dos seus recursos investidos na caderneta de poupança, que aliás, é um péssimo investimento. Isso acontece, pois esses investidores acreditam que a poupança é o investimento de menor risco.

No entanto, isso não é verdade. No Brasil, os investimentos financeiros de menor risco são os títulos públicos federais, também conhecidos como papéis do tesouro, que são negociados através do Tesouro Direto ou através das plataformas das Corretoras de Valores.

Títulos públicos federais ou tesouro direto

Você pode aprender bastante sobre títulos públicos federais em um webinário que eu gravei para ajudar aqueles que deixam o dinheiro na poupança e querem investir pelo tesouro direto. Assista o webinário sobre como investir em títulos públicos federais!

Ainda com relação a poupança, é impressionante como tanta gente perde dinheiro investindo seu capital nela. Do ponto de vista de risco, a poupança está no mesmo patamar de outras emissões bancárias como o CDB, a LCA, a LCI e também as LCs que são emitidas por Financeiras e não por Bancos.

Todos esses produtos financeiros de emissão bancária (inclusive a poupança) possuem a mesma garantia, que é a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). O FGC garante o montante de até R$ 250 mil por emissor.

Logo, se você possui mais do que isso investido no mercado financeiro e quer estar 100% protegido pelo FGC, basta diversificar os emissores, que são os bancos ou financeiras, e alocar no máximo R$ 250 mil em cada um.

Portanto, se o nível de risco é o mesmo, por que investir o dinheiro na poupança, se você pode investir em um CDB, numa LC, numa LCA ou numa LCI e ganhar muito mais?

Se o problema é liquidez, existem CDBs com liquidez diária e que ainda assim remuneram muito mais do que a poupança.

Crie a sua reserva ou poupança de emergência

Poupança-de-emergência - Como Ganhar Dinheiro com Investimentos Financeiros

Voltando a jornada para a conquista da sua prosperidade financeira, o primeiro passo que você precisa cumprir é formar uma poupança de emergência.

Como o próprio nome sugere, “reserva de emergência”, esses recursos devem ter liquidez curta, ou seja, liquidez diária ou no máximo semanal e baixíssimo risco, então, procure investimentos em taxa pós-fixada (% CDI) para esse fim, pois possuem menor oscilação no rendimento (volatilidade).

Sugiro que você acumule pelo menos 6 vezes o valor do seu gasto mensal total nessa reserva de emergência. Como ela precisa de liquidez curta, os produtos financeiros mais adequados para ela são os CDBs e LCs (pós-fixados) com liquidez diária ou os fundos de investimentos referenciados DI ou de renda fixa com curta liquidez (diária ou no máximo semanal).

Concluída sua reserva de emergência, o próximo passo é diversificar seus investimentos financeiros e alongar o prazo de resgate (o que significa diminuir a liquidez).

Descubra seu Perfil de Investidor

Uma carteira de investimento, não é como uma receita de cozinha. Quero dizer que não existe uma carteira padrão que deve ser utilizada para todos os investidores. Analisando apenas duas ou mais carteiras de investimentos, sem considerar as variáveis externas, não dá para dizer se uma é melhor ou pior que outra.

Cada investidor tem necessidades e objetivos financeiros específicos e também seu próprio perfil de investidor. O conhecimento do seu perfil de investidor é muito importante para um bom aprendizado de como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

O perfil de investidor, também conhecido no mercado financeiro como “suitability”, é composto pela capacidade a risco e pela tolerância a risco do investidor.

A capacidade a risco está relacionada a idade do investidor, estabilidade profissional ou renda recorrente garantida, possuir dependentes, viver de aluguel ou possuir imóvel próprio, custo de vida, estado de saúde, entre outros fatores. Ou seja, elementos que não estão sob o seu controle. Vai depender do seu momento de vida.

a tolerância a risco, não é uma situação (como anteriormente), mas uma decisão. A tolerância a risco está relacionada ao quanto o investidor está disposto a aceitar perdas, para tentar buscar uma rentabilidade maior.

Com um certo nível de conforto, posso dizer que a tolerância a risco também está relacionada ao nível de conhecimento e educação financeira do investidor. Não é uma regra, mas normalmente, quanto mais conhecimento o investidor tem, mais ele tolera risco de curto prazo, pois ele tem confiança que recuperará no médio e longo prazo.

Tipos de investidor

A literatura financeira sugere basicamente 4 tipos de perfil de investidor a saber:

  • Conservador: investidor que não tolera risco, ou seja: não admite nenhuma perda, nem de curto prazo;
  • Moderado: investidor que tolera riscos mínimos, para buscar uma rentabilidade um pouco maior;
  • Moderado Agressivo: investidor mais sofisticado que admite perdas de curto prazo, para perseguir ganhos maiores no médio e longo prazo. O investidor com perfil moderado agressivo geralmente aloca um pequeno percentual de seus investimentos financeiros em produtos que podem gerar perdas.
  • Agressivo: investidor sofisticado que coloca uma boa parte dos seus recursos financeiros a perder, em busca de alta rentabilidade.

Os objetivos financeiros do(a) investidor(a)

Já as necessidades e objetivos financeiros do investidor, podem ser das mais variadas.

Um investidor pode constituir uma carteira de investimentos financeiros para gerar renda recorrente (mensal), para pagar seu aluguel, por exemplo.

Ele pode também alocar seus recursos de forma a gerar dinheiro suficiente para a compra de um imóvel em um prazo pré-estabelecido.

Ele também pode montar uma carteira de investimentos financeiros para desfrutar-se de um ano sabático no exterior, para fazer uma poupança para garantir o estudo dos seus filhos, para desfrutar-se de uma aposentadoria financeiramente próspera, enfim, para alcançar inúmeros objetivos.

Um investidor pode compor uma carteira de investimentos para perseguir diversos objetivos de curto, médio e longo prazo, mas outro investidor pode estar focado apenas no longo prazo. Neste caso, a carteira de investimentos ideal para cada um desses investidores seria muito diferente.

Sugiro a você assistir este webinário: “Assessoria de Investimentos é para mim?” e descobrir porque e como uma assessoria de investimentos pode realmente ajudá-lo(a).

E, finalmente,

Uma boa carteira de investimentos para a maioria dos investidores (não é regra), deve conter uma diversificação em termos de produtos financeiros, emissores, indexadores e liquidez.

Como Ganhar Dinheiro com Investimentos: Produtos Financeiros

Os produtos financeiros são classificados em várias classes e os principais são:

  • Títulos Públicos
    • Tesouro Pré
    • Tesouro Selic
    • Tesouro IPCA+
  • Títulos de Emissão Bancária (com proteção do FGC)
    • Caderneta de Poupança
    • CDB – Certificado de Depósito Bancário
    • LCA – Letra de Crédito do Agronegócio
    • LCI – Letra de Crédito Imobiliário
    • LC (igual o CDB, porém emitido por uma financeira)
    • DPGE – Depósito a Prazo com Garantia Específica
  • Títulos de Emissão Privada ou Títulos de Crédito Privado
    • Debênture – títulos de dívidas corporativas
    • CRA – Certificado de Recebíveis do Agronegócio
    • CRI – Certificado de Recebíveis Imobiliários
    • FIDC – Fundo de Direito Creditório
  • Fundos de Investimentos
    • Fundos Referenciados DI
    • Fundos de Renda Fixa
    • Fundos Mult Mercado
    • Fundos Cambiais
    • Fundos de Ações

Guia para escolher o melhor fundo de investimento e construir riqueza

  • Fundos de Previdência Privada
  • COE – Certificado de Operação Estruturada

Emissores

São as instituições financeiras e empresas

  • Bancos
  • Financeiras
  • Assets
  • Tesouro Nacional
  • Bolsa de Valores
  • Empresas em geral

Indexadores

Dentre os principais indexadores pode-se destacar:

  • Taxa Selic
  • CDI
  • IPCA
  • IGPM
  • IGP-DI
  • INCC
  • Taxa pré-fixada
  • IMAB

Liquidez

Já comentei sobre a liquidez neste artigo, mas resumidamente, trata-se do prazo de carência ou prazo de resgate. É o tempo mínimo que o dinheiro do investidor precisa ficar alocado em um determinado produto financeiro.

  • Liquidez curtíssima – de liquidez diária até 5 dias
  • Liquidez curta – de 6 dias até 180 dias
  • Liquidez média – desde 181 dias até 2 anos
  • Liquidez longa – acima de 2 anos

Concluindo, para tomar a decisão de onde investir o dinheiro, primeiramente conheça o seu perfil de investidor e defina claramente os seus objetivos financeiros.

Se tudo isso pareceu muito complicado, não se preocupe. Os agentes autônomos de investimentos ou assessores de investimentos são profissionais que podem dar orientação gratuita aos investidores.

Agora já está fazendo mais sentido para você como ganhar dinheiro com investimentos financeiros?

 

Passo #4: Alocação dos investimentos, controle e acompanhamento da carteira

como ganhar dinheiro no mercado financeiro

Uma vez conhecido seu perfil de investidor e determinados seus objetivos financeiros, é hora de alocar o seu dinheiro, ou seja, compor uma carteira de investimentos.


Isso você pode fazer por conta própria, aplicando seus conhecimentos sobre finanças, ou contar com a ajuda de um assessor de investimentos.


Caso você decida investir seu dinheiro por conta própria, sugiro que você procure uma corretora de valores para ter acesso aos diversos produtos financeiros existentes no mercado.

Em último caso, você também pode utilizar a corretora do seu banco. Porém, provavelmente, a gama de produtos que ela irá te oferecer não será tão completa e os custos serão maiores.

Saiba mais lendo este outro artigo que retrata com detalhes esse assunto: “Desbancarização e o Cafezinho Mais Caro do Mundo.”

Investir por conta própria ou com um assessor de investimentos

Um ponto que pode te auxiliar nesta tomada de decisão é a quantidade de dinheiro que você possui. Se você tem R$ 100 mil ou mais para investir, você tem acesso a grande maioria dos produtos financeiros disponíveis no mercado.

Logo, se esta é a sua condição, você terá acesso a produtos mais sofisticados que não por regra, mas muitas vezes, também são os melhores produtos, que oferecem baixo risco e alta rentabilidade.

Neste caso, vale a pena contar com a ajuda de um assessor de investimentos para te orientar, pois a quantidade e complexidade dos produtos que você terá acesso é muito grande.

Já o pequeno investidor (aquele que possui menos de R$ 100 mil para investir), apesar de poder contar com a ajuda do assessor de investimentos, não tem tanta necessidade dele, pois com essa quantidade de recursos, limita-se bastante a diversificação de produtos que ele conseguirá alocar em sua carteira de investimentos.

Nesta fase de alocação dos investimentos, conhecer os emissores, produtos financeiros, indexadores, perfil de investidor e objetivos financeiros do investidor, não é suficiente.

habitos de grandes investidores

É preciso também estudar criteriosamente o momento macroeconômico no Brasil e no exterior e, principalmente, as tendências e expectativas futuras para o mercado financeiro.

Taxa básica de juros

Por exemplo, após um período de forte alta da taxa básica de juros e com uma expectativa de queda no futuro próximo, é recomendado alocar pelo menos parte dos recursos de uma carteira de investimentos em taxa pré-fixada para médio e, principalmente, longo prazo.

Dessa forma, o investidor garantirá a elevada taxa de juros praticada no presente, por um bom período futuro, já que a expectativa é de queda das taxas. Normalmente esse cenário ocorre em momentos de expectativa de melhora da economia.

Proteção contra a inflação

Para garantir uma criação real de valor (proteção contra a inflação), é recomendado investir em produtos que remuneram com taxa IPCA + taxa pré-fixada (conhecida como taxa mista).

Dessa forma, o componente IPCA garantirá ao investidor uma remuneração indexada à inflação e o componente pré-fixado (após descontado impostos se houver) garantirá criação real de valor. Esses investimentos são mais recomendados em momentos de incerteza.

Num cenário cuja expectativa é de alta da taxa básica de juros, é recomendado que o investidor aloque a maior parte de seus recursos em taxa pós-fixada atrelada ao CDI. Investimentos indicados quando a economia da sinal de deterioração.

Enfim, para cada cenário da economia, há uma recomendação diferente de alocação dos investimentos.

Produtos financeiros: não se apegue a eles

É importante ressaltar que o investidor não deve se apegar a um ou mais produtos financeiros. Investimentos financeiros não são como uma casa de praia, que você adorava quando criança, se apegou a ela e ainda adora na fase adulta e não considera desfazer dela pelo resto da vida. Esta mentalidade irá ajudá-lo a tornar-se melhor na estratégia de como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Os investimentos financeiros requerem acompanhamento constante.

Conforme exposto acima, a medida que o cenário econômico altera, o produto adequado para seus investimentos também altera. Logo, é preciso monitoramento e recomposição constante da carteira de investimentos.

Se você teve uma boa experiência no passado com um determinado produto financeiro, por exemplo um CDB ou um fundo DI, não quer dizer que no futuro esses investimentos trarão prosperidade para seus investimentos.

E inversamente, não quer dizer que se um dia você perdeu dinheiro investindo em ações, talvez por inexperiência, talvez por excesso de confiança, que você irá perder novamente investindo em renda variável.

Passo #5: Educação Financeira constante

Educação financeira - Como Ganhar Dinheiro com Investimentos Financeiros

Mesmo que você tenha um assessor de investimentos, ele vai te levar toda informação, orientação e estrutura necessária para você tomar as melhores decisões de investimentos e assim ajudá-lo em como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Porém, a decisão final será sempre do investidor.

Minha experiência já mostrou e provou que quanto maior a educação financeira do investidor, melhores são as decisões que ele toma com relação aos seus investimentos.

Logo, vale a pena investir pelo menos entre 30 minutos a 1 hora por mês para leitura de artigos sobre investimentos financeiros, acompanhar vídeos (assine o nosso canal no Youtube – Caminho para Riqueza), ler ebooks, etc.

Na minha trajetória como educador financeiro e assessor de investimentos, observei que o nível de educação financeira dos investidores também está diretamente ligado com seu perfil de investidor.

A medida que o investidor adquire mais conhecimento e educação financeira, ele tende a alocar parte de seus investimentos em produtos mais sofisticados e, com isso, ele obtém maior diversificação e rentabilidade.

Por isso, mais uma vez te convido a assinar o blog Caminho para Riqueza e ampliar sua educação financeira. Deixe seu e-mail ao lado e receba nosso conteúdo atualizado direto em seu email a cada 15 dias.

Conclusão

Com esse passo a passo você tem condições de iniciar seus investimentos no mercado financeiro, de forma controlada e sem exageros, ajudando-o assim a como ganhar dinheiro com investimentos financeiros, de uma forma inteligente e com o conhecimento certo.

Você aprendeu também:

  • Como e porque poupar dinheiro
  • Controlar o orçamento pessoal
  • Montar um plano de acumulação financeira para alcançar a prosperidade
  • Onde investir o dinheiro e o que considerar para montar uma carteira de investimentos ideal
  • Os 4 tipos de perfil de investidor e a importância de conhecer o seu
  • Como alocar os investimentos financeiros
  • Como controlar e acompanhar sua carteira de investimentos
  • E, por fim, como ganhar dinheiro com investimentos financeiros.

Se você gostou desse artigo, ajude seus amigos! Compartilhe nas redes sociais :) Caso você já investe e deseja obter uma simulação dos seus investimentos com um assessor de investimentos da minha equipe, faça agora mesmo.

Faça uma consultoria de investimentos

Seja informado a cada novo post!

Assine e receba novos posts diretamente em seu email

Sobre o autor

Daniel Guedine

Daniel Guedine é empreendedor, autor e co-fundador do Caminho para Riqueza, clique para ler mais...