Banco Inter vai lançar fundo de criptomoeda a seus clientes em parceria com a gestora Vitreo

Por Caminho para Riqueza - 13/02/2021
.

O banco digital Inter anunciou nesta semana uma parceria com a gestora de fundos de criptomoedas Vitreo para oferecer investimentos em criptomoedas aos clientes do banco.

Já comentamos sobre a gestora Vitreo aqui no CpR, através de seus fundos de cannabis.

O Banco Inter, que tem 9 milhões de clientes, passa a oferecer já nesta quarta-feira (10) dois fundos da Vitreo a seus clientes através de sua plataforma de investimentos, o Inter Invest: o CriptoMoedas, voltado a investidores profissionais, e o Cripto Metals Blend, voltado para o público em geral.

O Cripto Metals Blend tem aporte mínimo de R$ 1.000, com taxa de administração de 0,05% ao ano.

Desde sua criação, em fevereiro de 2020, o fundo teve valorização de 36%. Já o CriptoMoedas, para investidores qualificados, tem cota mínima de R$ 5.000 e administração anual de 1,5%, com rentabilidade de 363% no mesmo período.

Como contrapartida na parceria, a Vitreo também deve listar fundos de perfil mais conservador do Banco Inter, como precatórios e previdência privada. O CEO da Vitreo, Patrick O’Grady, diz:

“Quando temos a oportunidade de expor esses fundos a uma base muito maior, poderemos atingir resultados bem interessantes, trabalhando esses produtos ao longo dos próximos meses”

Além dos fundos em criptomoedas, os clientes do Banco Inter também terão exposição a uma série de ações estrangeiras em outro fundo da Vitreo, o Tech Select, que reúne ações das infames Big Tech: Facebook, Apple, Amazon, Microsoft e Google. Também voltado ao varejo, o fundo tem investimento mínimo de R$ 5.000, administração anual de 0,9% e rendimentos de 51% desde junho de 2020, quando foi lançado.

Felipe Bottino, diretor do Inter Invest, diz que há uma grande demanda por ativos mais “sofisticados” e arriscados na base de investidores da plataforma, que já tem mais de 1 milhão de clientes, 330.000 deles ativos:

“Temos quase 10% da indústria de renda variável (ações) do mercado. Por que não posso ter 10% da indústria de cripto também?. Existe uma demanda reprimida para o produto, uma base propensa a recebê-lo, e eu tenho o parceiro certo para isso”

Os fundos do Banco Inter devem estar na plataforma da Vitreo na primeira semana de março. A parceria também deve lançar um fundo em conjunto, com ações com gestão do Banco Inter e consultoria da Vitreo, o Inter Vitreo Fia.

O fundo vai reunir ações recomendadas pelo Inter e pela Empiricus, que agora faz parte do mesmo grupo da Vitreo. A cota mínima é de R$ 1.000 e a taxa de administração de 1,5%, com taxa de performance de 15%.

O’Grady, da Vitreo, comenta:

“Esses primeiros produtos vão ser um bom teste. Para os próximos, vamos começar a ter um pouco mais de base empírica, até para pensar em termos de números”

A Vitreo e a empresa de educação financeira Empiricus anunciaram a fusão das duas empresas em outubro de 2020. Segundo as empresas, elas preparam a integração de seus clientes e o lançamento de um “superapp” de investimentos para 2021.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, os fundos de criptomoedas lançados nos últimos dois anos provaram-se um sucesso, com rendimento acima das ações financeiras de melhor performance no mercado.

Fonte: cointelegraph.com.br

Caminho para Riqueza

Caminho para Riqueza

Caminho para Riqueza é um blog de educação com conteúdo direcionado aos novos investidores.