Quais são as diferenças entre ações preferenciais e ordinárias?

Ações Preferenciais vs Ações Ordinárias: O mercado de ações muito atrai aqueles que buscam a prosperidade financeira, já que pode proporcionar rentabilidades bem maiores que outros tipos de investimentos

Entretanto, não é incomum que novos investidores fiquem confusos quando começam a avaliar as opções disponíveis na bolsa de valores.

Diferentes opções de papéis

Não é raro que um investidor que decide comprar ações da Petrobrás, por exemplo, depare-se com diferentes opções de papéis da mesma empresa.

Isso acontece porque, no mercado brasileiro, existem dois tipos de ações disponíveis:

  • as ações preferenciais e;
  • ordinárias.

Mas por que conhecer os dois tipos de ações? Se estou investindo na mesma empresa, não é a mesma coisa? A resposta é não.

Frações de uma empresa

Primeiramente, é importante entender que as ações nada mais são do que frações de uma empresa, emitidas com o intuito de captar recursos para seus projetos e crescimento. Quando um investidor adquire uma ação, ele passa a ser sócio da companhia.

Assim, dependendo do tipo de ação que adquirir, o acionista estará sujeito a diferentes direitos e restrições. Portanto, antes de tomar qualquer decisão de investimento, é preciso conhecer com mais detalhes os dois tipos de ações existentes no Brasil.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre as ações preferenciais e ordinárias? Acompanhe o post que preparamos abaixo e tire todas as suas dúvidas!
guia para investir na bolsa de valores

O que são ações preferenciais (PN)?

As ações preferenciais nominativas (PN) representam uma modalidade exclusiva do mercado brasileiro, e não existem em mercados de ações mais desenvolvidos.

Dividendos

Nesse tipo de ação, os acionistas contam com a preferência no pagamento de dividendos, sendo que a empresa deve pagar um dividendo mínimo obrigatório para os detentores das ações preferenciais.

Prioridade no pagamento de dividendos

Essa prioridade no pagamento de dividendos se mantém, inclusive, nos casos de liquidação da companhia, seja ela por falência, seja ela por outros motivos.

Sem voto na assembléia

Entretanto, em geral, as ações preferenciais não dão direito a voto em assembleia, mas isso pode variar de acordo com o estatuto da empresa emissora e deixa de ser válido.

Caso a companhia não pague dividendos por três anos consecutivos. Assim, nesse último caso, os acionistas preferenciais passam a ter direito a voto.

Lei das Sociedades Anônimas

Ressalta-se ainda que, de acordo com a Lei das Sociedades Anônimas, as empresas só podem emitir, no máximo, uma ação preferencial para cada ação ordinária. Porém, para as empresas que já tinham capital aberto antes da instauração da nova lei, é permitido emitir até dois terços das ações como preferenciais.

O que são ações ordinárias (ON)?

Ao contrário das ações preferenciais, as ações ordinárias nominativas (ON) garantem aos acionistas o direito a voto nas assembléias, mas, normalmente, não têm poder de veto, o que é muito importante, caso apareçam discordâncias entre os controladores.

Além disso, os acionistas ordinários não se responsabilizam pelas dívidas da empresa. Na prática, isso significa que, caso a empresa venha, por exemplo, à falência, o patrimônio de seus acionistas estará protegido.

Outra importante característica das ações ordinárias é que, em caso de venda da empresa, os acionistas têm participação no chamado tag along, o que significa que, por direito, devem receber, no mínimo, 80% do valor pago aos controladores da companhia.

Peso do voto

Ressalta-se que, nas ações ordinárias, tanto os dividendos recebidos quanto o peso do voto são determinados pela quantidade de ações que o investidor possui. Assim, o pequeno investidor acaba tendo pouca ou nenhuma influência nas decisões, já que seu voto torna-se irrelevante se comparado aos grandes acionistas.

Além disso, esse tipo de ação é geralmente considerado mais arriscado, uma vez que os detentores de ações ordinárias não têm preferência em caso de liquidação da companhia, ficando atrás dos acionistas prioritários e credores.

Como identificar as ações preferenciais e ordinárias?

Agora que você já conhece e sabe diferenciar as ações preferenciais e ordinárias, é provável que esteja se perguntando sobre como identificá-las no momento de investir.

Sigla e números

Por padrão, essa identificação é feita por meio de números específicos. Após a sigla da empresa, você pode encontrar os seguintes números:

  • número 3: refere-se às ações ordinárias;
  • número 4: refere-se às ações preferenciais;
  • número 5: refere-se às ações preferenciais de classe A;
  • número 6: refere-se às ações preferenciais de classe B;
  • número 7: refere-se às ações preferenciais de classe C;
  • número 8: refere-se às ações preferenciais de classe D.

Note que as ações preferenciais têm diferentes classes. O que diferencia cada classe são os direitos garantidos e as restrições e, para melhor entendimento delas, é necessário ler o estatuto da empresa. Ressalta-se, ainda, que as ações preferenciais de números 7 e 8 são pouco comuns.

Alguns exemplos:

  • PETR3: é a ação ordinária da Petrobras;
  • PETR4: é a ação preferencial da Petrobras;
  • USIM5: é a ação preferencial de classe A da Usiminas;
  • ELET6: é a ação preferencial de classe B da Eletrobras.

Além dos códigos já mencionados, é possível encontrar também ações que terminam com o número 11, que representam as units, que nada mais são do que um grupo de ações negociadas em conjunto, e os fundos de índice, também chamados de ETFs. Alguns exemplos são a SANB11, do Santander Brasil, e o BOVA11, da Bovespa.


agende um bate papo com um profissional de investimentos para cuidar dos seus sonhos.

sonhos-objetivos-amor-paz-prazer-sucesso-sonho


Como escolher entre as ações ON e PN?

De maneira geral, pode-se dizer que essa escolha depende muito dos objetivos de cada investidor, mas é importante ressaltar que, para fins de diversificação, é possível e recomendado montar uma carteira que contemple ações de empresas variadas e tipos diferentes.

Dividendos

No Brasil, as ações preferenciais têm mais liquidez que as ações ordinárias e são indicadas principalmente para aqueles que querem receber mais dividendos ou ter preferência no momento de recebê-los.

Rumos da empresa

Já ações ordinárias podem ser mais interessantes para os investidores que buscam mais controle ou direitos sobre os rumos da empresa e, portanto, estão mais interessados no longo prazo.

E depois de escolher entre ações preferenciais e ordinárias?

De qualquer forma, antes de escolher entre ações preferenciais e ordinárias, lembre-se sempre de levar em consideração as características de cada companhia, tais como o modelo de negócios, o estatuto, a política de pagamento de dividendos, a governança corporativa e a qualidade dos gestores.

Agora que você já conhece os dois tipos de ações disponíveis no mercado brasileiro, que tal aprofundar seus conhecimentos sobre as diferentes formas de operar no mercado de ações? Comece agora pelo nosso artigo sobre swing trade!

Avatar

Por Daniel Guedine

Daniel Guedine é empreendedor, autor e co-fundador do Caminho para Riqueza, clique para ler mais...

Comentários