Se você é uma pessoa que tem vontade de investir e deseja aprender mais sobre finanças e aperfeiçoar-se no movimentado mundo dos investimentos, é preciso entender que todo cuidado é pouco.

Não basta ter dinheiro. Se você aplicar seu capital de forma errada poderá ter enormes prejuízos ou não obter o retorno esperado. Para te ajudar no processo, nada mais recomendado que um assessor de investimentos, que lhe passará todas as orientações necessárias sobre o mundo dos investimentos financeiros.

Confira a seguir 4 sinais que mostram que você realmente precisa de um assessor de investimentos!

1. As suas estratégias continuam ultrapassadas

Uma das primeiras coisas em que um assessor de investimentos poderá te ajudar é na atualização das suas estratégias.

Aplicações financeiras

O mundo dos negócios é bastante dinâmico e, com o avanço tecnológico, tal dinamismo torna-se ainda mais visível. O ramo dos investimentos já conta com robôs que realizam aplicações financeiras de forma automática, após analisar o cenário das aplicações e o histórico das ações.

Ritmo dos investimentos

Mesmo para o investidor que tem perfil conservador é importante atualizar suas estratégias e ajustar-se ao ritmo dos investimentos online. O Tesouro Direto, por exemplo, reúne uma boa quantidade de investimentos em renda fixa, sendo possível completar simulações e consultar instituições financeiras relacionadas e o valor das taxas administrativas por meio da internet.

Os fundos de investimentos são outra opção para o investidor moderno, pois permitem reduzir riscos de perdas na medida em que diversificam as possibilidades de ganhos.

Na verdade, com a internet é possível aplicar dinheiro em diferentes tipos de investimentos e fazer o acompanhamento de todo o processo.

Guia para escolher o melhor fundo de investimento e construir riqueza

2. O faturamento da empresa não é convertido em lucro

Se você comanda uma empresa, e ela não oferece o faturamento que você esperava, também é um bom sinal de que o assessor de investimentos pode te ajudar a direcionar recursos para investimentos financeiros promissores, que poderão ajudar a modificar esse cenário.

Melhores setores para aplicar

Existem diferentes formas de investir e o profissional capacitado avaliará quais os melhores setores para aplicar capital e compensar a carência de lucros.

Todo investimento visa bons rendimentos por meio de um processo em que é o dinheiro que trabalha para se multiplicar. Claro que por trás desse processo está o mercado financeiro e a ação de gestores que administram os investimentos.

Transformação financeira

Geralmente, quando o faturamento de uma organização não se converte em lucro é porque está havendo gastos excessivos, que precisam ser cortados ou diminuídos. O assessor de investimentos atuará nos sentido de operar uma transformação financeira, convertendo seus custos em investimentos; ou seja, em vez de o gestor gastar sem ter retorno, aplicará seu dinheiro de modo que ele ofereça rendimentos, seja em curto, médio ou longo prazo.

Holding patrimonial

O assessor poderá, inclusive, após analisar o caso da empresa e o seu patrimônio imobilizado, sugerir a constituição de uma holding patrimonial a fim de oferecer benefícios legais, fiscais e até sucessórios. A holding é uma empresa cuja finalidade é participar de outras corporações como acionista ou sócia.

3. Você não sabe direito em que investir

Diante de tantos investimentos, você poderá ficar em dúvida sobre o melhor investimento a fazer. A promessa de enriquecimento rápido confunde ainda mais, contando com a sorte você fará aplicações sem se planejar adequadamente antes — como se costuma dizer, dando tiros no escuro.

No mundo dos investimentos não funciona assim. É preciso escolher bem e saber como o dinheiro será aplicado. O primeiro passo para investir com segurança é conhecer seu próprio perfil de investidor. Muitas pessoas não conhecem esse perfil e por isso ficam com tantas dúvidas sobre os melhores investimentos.

Perfil de investidor(a)

O assessor de investimentos certamente ajudará a descobrir seu perfil de investidor e, logo, quais serão os melhores tipos de investimentos. A aplicação ideal depende também de seus objetivos (você pode, por exemplo, estar investindo pensando na aposentadoria, na velhice, em uma proteção financeira futura).

Conservadores devem optar pelos investimentos de renda fixa (títulos do Tesouro Nacional, debêntures, CDBs, LCIs, LCAs, LCs, CRIs, CRAs, FIDCs). Os arrojados podem arriscar na compra de ações, nos derivativos e contratos futuros, que constituem a renda variável. Os moderados representam o meio termo, arriscando tanto em renda fixa quanto em renda variável.

Independentemente de qual seja o perfil do investidor, os fundos de investimentos são uma boa opção (inclusive para os investidores que procuram segurança, correndo menos riscos).

O assessor de investimentos não só definirá seu perfil, como orientará sobre o funcionamento de todos os tipos de investimentos. Ele lançará luz sobre o assunto, permitindo que você tome as decisões mais acertadas.

4. Os seus investimentos estão dando mais prejuízos que lucro

Se você entende muito pouco de investimentos, talvez não esteja recebendo os rendimentos que desejava. Provavelmente, o gerente de banco sugere os investimentos que sejam os mais vantajosos para a própria instituição financeira.

Desbancarização

Os bancos costumam ter seus próprios investimentos e estimulam a sua clientela a participar deles. Muitos oferecem títulos de capitalização que só podem ser resgatados dentro de um período mínimo (12 meses, por exemplo). O resgate antecipado implica na perda de boa parte do dinheiro aplicado.

Você pode investir e, em vez de ver seu dinheiro crescer, estará vendo o capital desaparecer. Por conta de investimentos ruins como este, vem crescendo bastante um movimento chamado desbancarização.

Como funciona o investimento

É necessário entender como cada investimento funciona, que custos estão associados a ele e a forma como esses custos incidem sobre o capital ou os juros.

Existem taxas que devem ser conhecidas do investidor. O imposto de renda incide sobre alguns investimentos (geralmente de forma regressiva, ou seja, quanto mais tempo você passar com seu investimento, o percentual do imposto diminui).

Muitas vezes, é necessário esperar o tempo apropriado para vender determinado título e não ter prejuízos. Certos investimentos só compensam se forem mantidos até o final.

Talvez, você não esteja fazendo as coisas do jeito certo, por isso, está tendo muitos prejuízos e poucos rendimentos. É por isso que o assessor de investimentos é importantíssimo para te orientar.

Conclusão

Por fim, um assessor de investimentos de alto nível poderá ser a solução que sua empresa precisa para dar a volta por cima e reorganizar suas finanças, ampliando seus horizontes, fortalecendo-se no mercado moderno e adquirindo um potencial competitivo muito maior.

A ajuda do consultor permitirá que sua empresa usufrua de melhores resultados em qualquer prazo: curto, médio e, principalmente, longo prazo.

O que achou do post? Se você quer ou precisa da ajuda de um bom assessor de investimentos, aproveite para entrar em contato e atenderemos você.

Faça uma consultoria de investimentos

Seja informado a cada novo post!

Assine e receba novos posts diretamente em seu email

Sobre o autor

Caminho para Riqueza

Caminho para Riqueza é um blog de educação focado em investimentos financeiros.